Perfil do artista: Helena Enne

Helena Enne nasceu em Brasília e na adolescência foi morar no interior de São Paulo, onde concluiu o Ensino Médio e graduou-se em Design Gráfico. Atualmente, vive na cidade de São Paulo e trabalha na Quanta Academia de Artes.

Para ela, a arte é muito abrangente para ser definida facilmente, podendo ser informativa, vazia, decorativa, um ato político ou de empoderamento. Helena vê a arte em seus trabalhos sendo um instrumento de comunicação emocional e lógica, tendo liberdade para expressar seus medos, inseguranças e ansiedades, emocionando, animando e inspirando pessoas.

 

“Arte são as cores que colorem as paredes cinza das ruas, mas também as canções à moda de viola, os projetos lógicos e matemáticos de um arquiteto, os desenhos que acompanham uma história ou que contam a própria história.”

Suas inspirações são diversas e inesperadas, desde um sonho, pessoas no metrô, pôr-do-sol e muito mais. Também se inspira nos trabalhos de Klimt, Egon Schiele, Toulouse-Lautrec e outros artistas do começo do século XX. Os artistas brasileiros como Julia Bax, Lita Hayata, Davi Calil, Greg Tocchini, Samia Harumi, Thomas Destro, Jefferson Costa, entre outros, também são seus grandes motivadores. Além deles, os trabalhos de Tainan Rocha, Ronaldo Barata e Olavo Costa são muito mais que inspirações, segundo ela.

Helena tem focado seus estudos no aperfeiçoamento em técnicas de desenho, ilustração e pintura, utilizando materiais como nanquim, grafite, guache e o programa Photoshop para as finalizações.

No início de 2018 lançou seu primeiro curta em quadrinhos na plataforma digital Tapastic, intitulado “Encontro Merda”. Também ilustra os especiais de cultura do Portal Vermelho, enquanto pensa em novos projetos pessoais.

 

Estudante de Publicidade e Propaganda pela Universidade de Ribeirão Preto, redatora e mídias sociais na agência Agávea.